Pin It

Química Analítica – Como funciona e qual é o objetivo dessa disciplina?

Química analítica é uma disciplina voltada para analises das substâncias ou elementos químicos, visando identificá-los e/ou quantificá-los, através de instrumentos ou outros métodos. O objetivo dos conteúdos abordados nesta matéria, é desenvolver métodos capazes de determinar a composição química das substâncias e a teoria que embasa a utilização destes métodos.

o que é quimica analitica

Química Analítica – Como funciona a disciplina?

Esta disciplina pode ser dividida em duas partes: Análise Qualitativa e Análise Quantitativa.

  • Análise Qualitativa: é empregada para identificar elementos, consistentes em uma amostra, sejam elas moléculas ou átomos, independente de sua origem (animal, vegetal, mineral) e também podem ser utilizados aspectos físico-químicos para a determinação, como odor, cor, ph, densidade, entre outros.
  • Análise Quantitativa: é empregada para quantificar cada elemento presente em uma amostra, é também utilizado para realizar cálculos de concentrações, volume ou massa de uma determinada substância. Para fazer estas determinações podem ser utilizados métodos como volumetria, instrumentais, etc.

quimica analitica quantitativa

Para realizar uma análise qualitativa ou quantitativa é necessário levar em conta o tipo de amostra a ser analisada, quais tipos de tratamentos que a amostra deve receber, para poder definir o método analítico mais adequado. Os métodos analíticos podem ser Clássicos ou Instrumentais:

  • Método Clássico: este método geralmente é mais utilizado para análises esporádicas, ou seja, que não precisa ser realizado frequentemente. O custo normalmente é mais baixo, mas é confiável e ainda são muito utilizados devido à simplicidade dos equipamentos utilizados.

Técnicas como precipitação extração ou destilação são utilizadas na análise qualitativa, onde os componentes separados são tratados com reagentes capazes de identificar um elemento através a solubilidade, cor, ponto de ebulição, ponto de fusão, etc, Já a quantificação pode ser realizada através de técnicas como volumetria (titulação) e gravimetria (medida de massa), que permitem calcular a quantidade do elemento presente na amostra.

  • Método Instrumental: este método é ideal para rotina, ou seja, que é necessário realizar frequentemente análises das amostras, como no caso de indústrias. Normalmente o custo é mais elevado, deve a maior complexidade dos equipamentos, necessidade de calibração deles e também capacitação de funcionários, para que possam manuseá-los de forma correta.

Com o avanço da tecnologia, surgiram métodos de separação e determinação de elementos químicos bastante sofisticados. Desta maneira, podemos citar as técnicas realizadas como HPLC (Cromatografia Líquida de Alta Eficiência), a Espectroscopia e Eletroanálises, como os aparelhos mais modernos utilizados principalmente pelas indústrias atualmente.

Os profissionais que trabalham com estes equipamentos necessitam de conhecimentos específicos, para realizar as análises e também para fazer a leitura dos resultados obtidos. Geralmente, estes aparelhos estão acoplados a dispositivos eletrônicos, que detectam e registram os dados das análises realizadas.

Desta maneira, esta disciplina não aborda somente a parte química como equações, cálculos, entre outras coisas, mas também aborda sobre como realizar as análises e principalmente como saber identificar os resultados obtidos das amostras analisadas.

Portanto, é uma matéria complexa, que exige bastante do aluno, que terá aulas teóricas e também práticas, para consolidar e colocar em prática o conhecimento adquirido.

Atuação na área

Os graduados que se interessam por esta área e que possuem conhecimentos práticos do funcionamento destes equipamentos tem grandes chances de ingressarem no setor industrial, pois está área é bastante favorável para profissionais das áreas de Farmácia e Química.

Fonte da imagem:

error: Content is protected !!
/* ]]> */