Pin It

Citologia – Entenda como funciona a ciência que estuda as células!

Citologia é a ciência que estuda as células e tudo que está relacionado ao seu formato, componentes e funções. Ela é considerada a menor estrutura presente nos seres vivos, tudo o que ocorre dentro dela é feito de forma organizada e eficiente.

citologia clinica

Citologia Resumo

A célula possui uma membrana plasmática que delimita seu formato e separa o meio externo do meio interno, controlando assim a entrada e saída das substâncias. Além disso, contém também citoplasma e núcleo.

Membrana Plasmática

A membrana plasmática é composta por fosfolipídeos e proteínas, que conferem permeabilidade seletiva para a célula. Nos animais há a presença de colesterol na membrana. Os animais e alguns protistas, possuem glicocálix na membrana plasmática, que proporciona maior resistência contra agentes externos. Já nos fungos, bactérias e vegetais, há também a presença de parede celular, que é permeável a algumas substâncias e serve como proteção para as células.

Citoplasma

O citoplasma presente na célula eucariótica é todo espaço intracelular, que vai desde a membrana plasmática até a carioteca (membrana nuclear). Esta área intracelular é composta por um líquido, onde também estão presentes, íons e organelas como ribossomos, lisossomos, complexo de golgi, centríolos, mitocôndrias, entre outras estruturas.

Na célula procariótica, o citoplasma está espalhado dentro da célula, portanto o meio intracelular é limitado apenas pela membrana plasmática, pois os procariontes não possuem carioteca. Sendo assim, o citoplasma também é composto por um líquido, semelhante à célula eucariótica, que também possui íons, glicose, RNA, proteínas funcionais, Ribossomo, entre outras moléculas.

Núcleo

O núcleo é a estrutura intracelular que ordena e conduz todas as funções celulares. Ele está envolto pela carioteca, que é uma membrana que separa o núcleo do citoplasma e também pode ser permeável a algumas substâncias. O nucléolo está presente dentro do núcleo, nele é formado o RNA, que posteriormente se transformará em ribossomos.

Desta forma, está descrito basicamente como é uma célula e suas estruturas, de acordo com as espécies. Logicamente, há muito mais coisas para se estudar e que não foram citadas neste artigo, porém, sabe-se que a citologia é uma das matérias mais interessantes e fascinantes do curso de farmácia, pois é um universo de informações sobre como tudo funciona corretamente para que os organismos tenham vida.

Esta disciplina é base para muitas matérias que surgem ao longo dos anos no curso de farmácia, como farmacologia (entenda o que é farmacologia), fisiologia, citologia clínica entre outras.

Citologia Clínica

É uma disciplina que geralmente é estudada mais para o final do curso, dependendo da universidade. É uma disciplina, que apesar de fazer parte da citologia geral, nela será abordado somente às células e suas alterações patológicas nos seres humanos.

O graduando aprenderá nesta matéria como fazer a coleta corretamente do material para a realização de preventivo ginecológico (Papanicolau), mas principalmente como avaliar as células visando detectar uma alteração morfológica que possa indicar uma pré-malignidade ou malignidade.

Além disso, o aluno aprende sobre a morfologia e as patologias causadas por certos microrganismos, como bactérias ou fungos, que podem estar presente no material coletado do preventivo ginecológico. Também são abordados estudos sobre as causas de infertilidade, como por exemplo, verificação da motilidade dos espermatozoides em microscópio.

Nesta matéria, as doenças celulares podem ser avaliadas através do microscópio e da utilização de materiais obtidos por esfregaços, aspirações, centrifugados e rapados. Para isso, o estudante e obviamente o profissional que atua nesta área, primeiramente deve saber muito bem como é o formato, coloração e tamanho das células sadias ou normais.

Posteriormente, estudam-se as patologias que podem acometer estas células, para que quando houver células estruturalmente modificadas ou com algum microrganismo, seja possível saber perfeitamente que algo está errado e começar investigar a causa e o que pode estar ocorrendo com o paciente.

Após as análises detalhadas e comprovação do tipo de patologia, o profissional deve emitir um laudo que será utilizado pelo médico, para que ele possa prescrever o melhor tratamento para o caso.

Portanto, o farmacêutico que gostar desta disciplina e pretender seguir neste ramo, deverá fazer especialização nesta área, para poder trabalhar dentro dos laboratórios. É uma área bem tranquila, mas que exige muita responsabilidade e atualizações sobre as doenças que acometem essas células.

Link extra: http://www.cytology-iac.org/

error: Content is protected !!
/* ]]> */