Pin It

Assistência Farmacêutica – Descubra o que é estudado nessa disciplina!

Esta é uma disciplina voltada para promoção, proteção e recuperação da saúde, ela pode ser voltada para a saúde individual e coletiva. E cabe ao farmacêutico a responsabilidade de orientar a população sobre a utilização correta dos medicamentos e promover o uso racional de medicamentos.

Além disso, o farmacêutico é quem irá fazer a seleção, programação, aquisição, distribuição e dispensação dos medicamentos, principalmente os que são distribuídos pelo SUS, visando sempre o paciente e a melhoria da qualidade de vida. Essas ações realizadas pelo profissional devem ser executadas respeitando uma ordem sequencial para que tudo possa sair conforme o planejado, caso contrário poderá comprometer todo o esquema.

o que é assistencia farmaceutica

Conceitos Básicos em Assistência Farmacêutica

Uma ferramenta utilizada pela assistência farmacêutica no SUS é a RENAME (Relação Nacional de Medicamentos Essenciais). A RENAME é uma lista onde constam os medicamentos disponíveis para tratar as doenças que acometem a população e que são distribuídas pelo SUS, porém esta é uma estratégia da OMS (Organização Mundial da Saúde), que foi adotada no Brasil, para garantir que a população tenha acesso aos medicamentos e faça uso racional deles.

Os medicamentos que constam nesta lista, podem ser separados em 3 componentes:

  • Componente Básico da Assistência Farmacêutica (CBAF): estes medicamentos são distribuídos no setor de atenção básica de saúde e é através das Unidades Básicas de Saúde dos municípios que o paciente pode retirar os medicamentos;
  • Componente Estratégico da Assistência Farmacêutica (CESAF): os medicamentos estratégicos podem ser adquiridos através de Programas Estratégicos do Ministério da Saúde, que possuem leis específicas e protocolos para que o paciente possa receber estes medicamentos. Estes medicamentos são geralmente utilizados para doenças que acometem grande parte da população, sendo então problemas de saúde pública.
  • Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF): a distribuição destes medicamentos pelo SUS é outra estratégia para que o paciente tenha o tratamento adequado e acesso a todos os medicamentos que são necessários para tratar a doença em todos os estágios de sua evolução.

Desta forma, o governo (Federal, Estadual ou Municipal), visa sempre disponibilizar os medicamentos para a população, mas para isso, ás vezes é necessário um pouco de paciência, pois é necessário seguir as normas e protocolos que são exigidos por estes órgãos, para poder liberar os medicamentos para o paciente. Além disso, deve-se lembrar de que a RENAME é constantemente atualizada e revisada, e os medicamentos contidos nesta lista ás vezes podem sofrer alterações.

Nível de dificuldade

Esta disciplina é bem tranquila, e o graduando em farmácia geralmente não tem muita dificuldade, mas ela é uma matéria extremamente importante para o farmacêutico que pretende atuar no SUS, além disso, os conteúdos abordados nela são bastante cobrados em concursos públicos, portanto, fica a dica para quem pretende prestar concursos.

Algumas pessoas confundem ainda a Assistência Farmacêutica com Atenção Farmacêutica, porém pode-se dizer que a Atenção Farmacêutica faz parte da primeira. Sendo assim, o que diferem elas, é que a primeira tem o foco voltado para o acesso e uso racional de medicamentos pelo paciente ou população, já a segunda tem o foco somente no paciente e como os medicamentos podem interferir positiva ou negativamente no seu bem-estar, e como pode ser melhorado seu tratamento farmacoterapêutico.

Link da Imagem: http://www.howtobecomeapharmacytech.org

error: Content is protected !!
/* ]]> */